Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Com o tema "Consciência Negra", contadores de histórias da Viva agitam a Domingueira de novembro
23/11/2021 12:14 em Literatura
Evento online terá contadores de histórias de todo o Brasil abordando, de forma lúdica, igualdade de raça, diversidade e a naturalidade e beleza da negritude
No próximo domingo, 28 de novembro, às 10h, a Associação Viva e Deixe Viver (Viva), organização da sociedade civil (OSC) que congrega 1,3 mil voluntários responsáveis por contar histórias em 85 hospitais do País, convida a todos para a Domingueira de Histórias, evento online e gratuito realizado mensalmente, onde contadores de todo o Brasil se reúnem para alegrar e levar afeto a crianças de todas as idades. Neste mês de novembro, em homenagem ao Dia da Consciência Negra, o tema será abordado nas histórias mostrando, em especial, a igualdade de raça, diversidade, a naturalidade e beleza da negritude.
"A contação de histórias influencia diretamente no bem-estar e crescimento saudável das crianças e é uma maneira de também influenciar sua formação de caráter. Precisamos transmitir desde cedo conceitos básicos de que todos somos iguais. Infelizmente crescemos acostumados com uma outra ótica social e agora temos de nos corrigir, como sociedade, e preparar as futuras gerações. Levar este tema na contação de histórias, de forma divertida, é um prazer e nos sentimos honrados", relata Valdir Cimino, fundador e presidente da Viva.
Lembrando a cultura local da brasilidade negra, os mestres de cerimônia deste evento serão Cláudia Guimarães, Loide Bonina e Edvaldo Alcântara, da praça de Salvador, na Bahia. E a Domingueira de Histórias do dia 28 de novembro contará com voluntários Contadores de Histórias do Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Brasília, Porto Alegre, São Paulo, Marília, Baixada Santista e Litoral Norte.
Histórias que serão contadas:
Makeba vai à escola - voluntária Livea Goes - praça de Salvador
Meu crespo é de rainha - voluntária Juliane Oliveira - praça do Recife
A África que você fala - voluntário Gilberto Alves - praça de Brasília
Menina bonita do laço de fita - voluntária Andrea Pazzin - praça de Porto Alegre
Que saudade da minha vó - voluntário Gilmar - praça do Rio de Janeiro
Amor de cabelo - voluntária Michele Moreno Folha - praça de São Paulo
A cor de coraline - voluntário Rodrigo Barbosa de Paulo - praça de Marília
Zumbi, o pequeno guerreiro - voluntária Thamires - praça da Baixada Santista
Diversidade - voluntária Emília Viana - praça do Litoral Norte
Serviço:
Domingueira de Histórias "Consciência Negra"
Data: 28 de novembro
Horário: 10h
Evento Gratuito
Sobre a Associação Viva e Deixe Viver
Fundada em 1997 pelo paulistano Valdir Cimino, a Associação Viva e Deixe Viver é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) pioneira em diversas frentes e políticas públicas. Por meio da arte de contar histórias, forma cidadãos conscientes da importância do acolhimento e de elevar o bem-estar coletivo, a partir de valores humanos como empatia, ética e afeto. A entidade também é referência em educação e cultura, por meio da promoção de atividades de ensino continuado. Nesse sentido, conta com o canal Viva Eduque, espaço criado para a difusão cultural, educacional e gestão do bem-estar para toda a sociedade. Hoje, além dos 1.357 fazedores e contadores de histórias voluntários, que visitam regularmente 85 hospitais em todo o Brasil, a Associação conta com o apoio das empresas Pfizer, Volvo, Cremer, UOL, Safran, Santa Massa e Instituto Helena Florisbal.
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!