Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Dia do Coração alerta para a importância da alimentação na manutenção da saúde
26/09/2019 23:58 em Ciência e Saúde

LOGO CUIDA BEM

Nutricionista da marca Cuida Bem aponta as fibras como aliadas na causa e dá dicas de consumo diário

  

          Em 29 de setembro é celebrado o Dia Mundial do Coração, data que tem o intuito de conscientizar a população sobre os problemas cardiovasculares. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, no país, as doenças do coração matam duas vezes mais que o câncer, os acidentes e a violência. São mais de mil vítimas por dia. A prevenção segue como principal recomendação e a alimentação balanceada é fundamental nesse cenário. É o que explica Bruna Pavão, consultora em nutrição da Cuida Bem,.

 

“Alguns fatores de risco, como hipertensão, colesterol alto, entre outros, são determinantes para desencadear doenças cardiovasculares. As fibras, por exemplo, são grandes aliadas para a saúde do coração e de vários órgãos, portanto merecem atenção no dia a dia, assim como a alimentação balanceada”. A especialista conta que o consumo de fibras indicado é de, em média, 25 a 35 gramas diariamente, sendo necessária uma avaliação profissional para determinar com mais precisão a quantidade individual.

 

“Ela faz com que o coração esteja mais protegido porque evita o aparecimento de outras enfermidades, como o diabetes, que é causado por picos de açúcar no sangue. Nesse caso, a fibra ajuda no controle do índice glicêmico. Além dos diversos benefícios para o funcionamento dos órgãos em geral”, explica.

 

Para estabelecer uma rotina de consumo adequada, uma das dicas da nutricionista é introduzir nuts, que é um grupo alimentar composto por sementes, castanhas, nozes, amendoim e algumas frutas secas, no cardápio diário. E, para tanto, as barrinhas são uma ótima opção. “O ideal é que a ingestão da fibra seja fracionada ao longo do dia e, por isso, as barrinhas de nuts da linha Cuida Bem são uma boa opção, pois contém produtos selecionados e de qualidade, que concentram esses nutrientes. Elas são ótimas opções de lanches entre as refeições, além de serem práticas para consumir em qualquer lugar.”

 

Mas, diante do leque de opções de barrinhas que são encontradas nos supermercados, fica difícil identificar qual produto possui mais condições benéficas para saúde em seus ingredientes. Por isso, Bruna orienta o que observar. “Primeiramente, opte sempre por barrinhas de nuts e não de cereais, pois estas, em sua maioria, contêm muitos produtos artificiais. No rótulo, olhe os ingredientes. As nuts precisam vir em primeiro lugar, já que devem ser a parte maior da composição da barrinha. É também necessário que ela seja adoçada sem açúcar, somente com mel, melado de cana, adoçantes naturais como stévia, maltitol, ou frutas secas, como damasco ou uva passa”. Além disso, ela pontua que barrinhas não precisam de conservantes nem aromatizantes, pois os ingredientes já exercem essa função.

 

E para potencializar a ação das barrinhas e auxiliar na ingestão adequada de fibras diária, a orientação da especialista é de que nas refeições principais haja sempre lugar para alimentos como arroz integral, feijão, frutas com casca, milho, soja, batatas, legumes em geral, brócolis, ervilhas, saladas, linhaça, aveias, cereais e oleaginosas. Para um consumo mais agradável ao paladar, a dica é adicionar cereais em iogurtes ou nas frutas para somar duas fontes de fibras com proteínas e carboidratos integrais.

 

“Quando for consumir um doce, opte por bolos de banana ou maçã, por exemplo, adoçados com açúcar mascavo e com aveia e farinha de trigo integral na massa. Pães de fermentação natural também são uma boa opção no café da manhã. Além disso, incluir o mix de nuts, assim como as barrinhas, é muito indicado para os lanches”, comenta Bruna. E para que a fibra seja, de fato, aproveitada pelo organismo em toda a sua potencialidade é necessário ajustar o consumo de água de forma individual, ou então ela poderá desencadear uma lentidão no funcionamento do intestino.

 

“É preciso ter atenção com os problemas cardíacos porque são um dos maiores causadores de óbito no Brasil. A alimentação balanceada, a prática de atividade física e a redução do estresse são atitudes que contribuem para saúde e manutenção do órgão e que precisam ser encaradas com seriedade”, diz a nutricionista.

 

Sobre a Santa Helena

 

Uma das mais importantes indústrias de amendoim da América Latina, a Santa Helena é reconhecida pela tradição, qualidade e procedência de seus produtos. A empresa possui um vasto portfólio, com itens de referência nacional, como Paçoquita e Mendorato (amendoim japonês), campeões em vendas, entre tantas outras diferentes categorias, como a linha Troféu e as marcas de alimentação saudável Cuida Bem e First.

 

A Santa Helena leva o melhor do amendoim para todo o território nacional há mais de 75 anos e, desde 1997, exporta para os mercados mais exigentes do mundo, como Europa, América Latina e Ásia. A empresa caminha ao lado da inovação para atender às expectativas de seus consumidores, dessa forma, investe constantemente em tecnologia, melhoria de processos, na qualificação de seus colaboradores e em rigorosos métodos de controle de qualidade da matéria-prima.

 

Com aproximadamente 1.300 colaboradores, o complexo industrial da Santa Helena está localizado em Ribeirão Preto, no interior paulista. Mais informações em www.santahelena.com.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!